Quarta, 19 Junho 2019 11:09

Empresas aderem a pacto para impulsionar inclusão da pessoa com deficiência no mercado de trabalho

 

O Brasil possui 45 milhões de pessoas com deficiência, de acordo com o último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mas apenas 1% desse contingente é contratado no regime formal de emprego. Visando mudar essa realidade, empresas de diversos setores têm se engajado, cada vez mais, em ações positivas de diversidade e inclusão, como o Pacto pela Inclusão de Pessoas com Deficiência, criado em 2012 pela Rede Empresarial de Inclusão Social (REIS).

Este mês, o UnitedHealth Group Brasil se tornou mais um signatário do pacto. O grupo é uma das maiores organizações de saúde do mundo e atua no país por meio da operadora de planos de saúde Amil, do grupo médico-hospitalar Américas Serviços Médicos e da empresa de serviços e tecnologia em saúde Optum. Com a assinatura, o grupo se compromete a aderir aos cinco compromissos da iniciativa: engajar a alta liderança com o respeito e a promoção dos direitos da pessoa com deficiência; desenvolver políticas voltadas às ações afirmativas em todos os âmbitos da organização; promover um ambiente inclusivo e acessível; comunicar os direitos e deveres das pessoas com deficiência; e incluir a questão da deficiência na estratégia e no planejamento de produtos e serviços da companhia.

"Estamos muito orgulhosos com mais esse passo que reforça os valores da companhia em direção à inclusão e à diversidade. Acredito que essas ações afirmativas trazem mais equidade para as pessoas com deficiência", explica Claudio Lottenberg, presidente do UnitedHealth Group Brasil.

Essa é mais uma ação do grupo de saúde em relação à inclusão de pessoas com deficiência. Um exemplo é a iniciativa de contratar pessoas pelas suas competências, ou seja, todas as vagas estão disponíveis para avaliação de candidatos com ou sem deficiência e para diversas posições e cargos dentro da companhia. Para fortalecer essa perspectiva, a empresa investe no desenvolvimento de profissionais que participam como representantes de um comitê técnico para promoção da acessibilidade, visando garantir a adequação dos processos para um ambiente de trabalho mais inclusivo para todos. A empresa também mantém um grupo de diálogo sobre pessoas com deficiência, o +Eficiente, que tem o objetivo de modificar a sociedade por meio da disseminação da informação e inspirar gerações atuais e futuras a fortalecer o respeito, o relacionamento saudável e a confiança mútua.

Ana Paula Magalhães é líder do grupo e foi contratada pela empresa há mais de um ano para a área de Talent Acquisition. Como uma profissional com deficiência, ela ressalta o papel das empresas para a valorização da diversidade e da inclusão. "É muito importante que o tema seja discutido internamente na organização, pois desta forma conseguiremos criar um ambiente mais aberto e participativo, acredito que é somente através do conhecimento e da educação que conseguiremos avançar e fazer a inclusão de uma forma ampla e verdadeira".

Fonte:

https://www.terra.com.br/noticias/dino

17/06/2019

 

© Copyright 2016. REDE EMPRESARIAL DE INCLUSÃO SOCIAL  - Todos os direitos reservados. Powered by:LDlogo futuro